Acidente aconteceu próximo ao Sindicato Rural de Palmas, durante apresentação de Wesley Safadão. Homem passou por audiência de custódia e vai responder em liberdade. Carro do Ruraltins chegou a ser apreendido
Divulgação
Um funcionário do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) foi preso em flagrante suspeito de dirigir um veículo oficial embriagado e atropelar uma agente de trânsito. O acidente aconteceu na madrugada desta sexta-feira (13) no trecho da TO-010 próximo ao sindicato Rural de Palmas, onde estava sendo realizado show do cantor Wesley Safadão.
O g1 solicitou posicionamento para o governo do Tocantins, mas não houve resposta até a publicação desta reportagem.
A Polícia Civil confirmou que o caso foi registrado por volta das 3h. Guilherme Parente do Nascimento Neto, de 31 anos, foi levado para a central de flagrantes, onde foi autuado por embriaguez ao volante e lesão corporal. Ele foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas, mas passou por audiência de custódia no início da tarde e teve a liberdade provisória concedida.
O advogado José Francisco de Souza Parente, que atua na defesa de Guilherme Parente, afirmou que o cliente está colaborando com a Justiça e esclarecemos os fatos. Disse que o servidor vai responder o que for necessário e está à disposição. Também afirmou que o atropelamento foi superficial e não houve prejuízo significativo.
Ao conceder a liberdade provisória, o juiz pelo juiz Rafael Gonçalves de Palmas determinou que o servidor deverá entregar a carteira de habilitação e se apresentar a justiça durante todos os atos processuais.
“Diante disso, homologo a prisão em flagrante e deixo de decretar a prisão preventiva de Guilherme Parente do Nascimento Neto, porém lhe aplico a medida cautelar prevista no art. 294 do Código de Trânsito Brasileiro, que terá vigência de 4 meses, a contar de hoje”, diz trecho da decisão.
Atropelamento e embriaguez
Segundo relato policial, por volta das 2h da madrugada os agentes de trânsito sinalizaram solicitando apoio da Polícia Rodoviária Estadual porque o motorista de um veículo oficial tinha acabado de atropelar uma agente.
A PM seguiu no encalço do veículo e conseguiu abordar o servidor a 200 metros do local. O motorista apresentava sinais de embriaguez e passou por teste do bafômetro, que apontou 0,81mg/L de álcool no corpo dele. Ainda segundo a polícia, dentro do carro havia uma caixa de isopor com bebida alcóolica.
O veículo oficial chegou a ser apreendido, mas foi retirado pelos responsáveis da secretaria durante a manhã.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins


Compartilhar:

Deixe seus Comentario